Mês: maio 2014

IMAGEM DO DIA:EDUCAÇÃO EM ESTADO DE GREVE!

Anúncios

A MUDANÇA QUE FRACASSOU EM 2012

Não foi apenas em São Luís que o projeto de “mudança” inventado em 2012 pelo chefão comunista Flávio Dino fracassou com menos de dois anos de governo.

A situação é caótica também em todos os demais municípios em que os prefeitos foram eleitos envergando esta bandeira.

Em Santa Inês, o prefeito Ribamar Alves (PSB) amarga índices altíssimos de rejeição popular, com greves, ameaças de greve e manifestações quase diárias contra a sua administração.

Populares vão às ruas em Santa Inês, com faixas do tipo “Fora Ribamar”…

https://i2.wp.com/www.tribunadomaranhao.com.br/images/prefeito-luciano-leitoa-74897.jpg

Sem ações efetivas, Leitoa também enfrenta desgaste

O mesmo ocorre em Timon, onde o prefeito Luciano Leitoa (PSB) não consegue mostrar a mudança que prometera à população nas eleições de 2012 – e também enfrenta forte rejeição popular.

Em Caxias, o prefeito Léo Coutinho (PSB) tem mais de 70% de desaprovação, segundo pesquisa Data Mérita divulgada no início do mês. E também enfrenta impopularidade.

Também em Balsas, onde outro prefeito da mudança, Luiz Rocha Filho, o Rochinha (PSB), se elegeu com o mesmo discurso usado em São Luís, a rejeição popular à administração é crescente e movimentos se espalham pelo município.

Hernando Macedo,Fábio Macedo e Flávio Dino

Em Dom Pedro não está diferente, o prefeito Hernando Macedo (PC do B), “administra” o Município de forma virtual,pois não reside na cidade.Em decorrência disto,  a  infraestrutura de ruas e avenidas estão comprometidas,a população convive com buracos e crateras,falta de água,professores revoltados pela falta de compromisso com a classe e por aí vai.

É evidente o fracasso do projeto de mudança encabeçado por Flávio Dino em 2012  que, agora, começa a mostrar que não passava de discurso.

E é esta a mudança que eles querem implantar no Maranhão…

(fonte Marco Aurélio D’eça editado por Dp Urgente)

Ufma, Uema e Ifma oferecem 56 vagas para professor com salários de até R$ 8 mil

Os últimos dias do mês de maio, marcam os últimos dias de inscrição para sete editais de concursos públicos para nível superior no estado do Maranhão. Ao todo são 56 vagas disponíveis para o cargo de professor. As remunerações chegam a mais de R$ 8 mil.

As oportunidades são para as três unidades de ensino superior público do Maranhão: Universidade Federal do Maranhão (Ufma), Universidade Estadual do Maranhão (Uema) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (Ifma).

Confira a lista com os sete concursos e seus respectivos editais:

Instituto Federal do Maranhão (EDITAL)
Vagas e Remuneração: 1 vaga| Até R$ 2.714,89
Inscrições até 30/05/2014

Instituto Federal do Maranhão (EDITAL)
Vagas: 1 vaga| Não informado
Inscrições até 30/05/2014

Instituto Federal do Maranhão (EDITAL)
Vagas: 7 vaga| Até R$ 4.699,21
Inscrições até 30/05/2014

Universidade Estadual do Maranhão – Professor Adjunto (EDITAL)
Vagas e Remuneração: 1 vaga| Não informado
Inscrições até 30/05/2014

Universidade Federal do Maranhão – Professores (EDITAL)
Vagas e Remuneração: 10 vagas| Até R$ 8.344,64
Inscrições até 26/05/2014

Universidade Federal do Maranhão – Professor Substituto (EDITAL)
Vagas e Remuneração: 25 vagas| Até R$ 4649,65
Inscrições até 30/05/2014

Universidade Federal do Maranhão – Professor Substituto (EDITAL)
Vagas e Remuneração: 11 vagas| Até R$ 4649,65
Inscrições até 26/05/2014

(fonte o imparcial)

“EXEMPLO” DOS COSTAS EM SANTA INÊS

José de Ribamar Costa Alves(PSB)

Como Deputado Federal, José de Ribamar Costa Alves(PSB) foi apoiado diversas vezes em Dom Pedro por sua família,inclusive sendo o mais votado em 2006, com 1959 votos.

Hoje, Ribamar é prefeito de Santa Inês,a sua gestão desastrosa à frente do Governo Municipal, motivou cerca de 4 mil pessoas a realizaram nesta sexta-feira (23) um ato público em repúdio as suas más práticas administrativas.

Trabalhadores, estudantes e até religiosos participaram do protesto, organizado pelo movimento “Juventude Atenta”. Os manifestantes cobraram melhorias na saúde, educação, infraestrutura, entre outras áreas, que vêm sofrendo verdadeiro desmonte desde que o prefeito assumiu o cargo, há quase um ano e meio.

Vestidos de preto, com rostos pintados e usando narizes de palhaço, os participantes do ato público exibiam faixas e cartazes com mensagens de repulsa à gestão de Ribamar Alves. Rejeitado pela maioria da população, o prefeito não foi visto na cidade durante o protesto.

Assista abaixo a cobertura da manifestação feita pela TV Remanso:

(fonte Daniel Matos)

SENADO APROVA PISO DE 1.014 PARA AGENTES COMUNITÁRIOS DE SAÚDE

O Senado Federal aprovou, nessa quarta-feira (21), o Projeto de Lei do Senado (PLS) 270/2006, que fixa em R$ 1.014 o piso salarial nacional para os agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, com jornada de 40 horas semanais.

Do original, que veio da Câmara dos Deputados, houve uma mudança: os senadores retiraram os artigos que previam um reajuste vinculado ao salário mínimo.

Texto foi comemorado efusivamente por agentes e representantes da categoria que lotaram a galeria da Casa. Foto: Moreira Mariz / Agência Senado

Para preservar o poder aquisitivo do piso, um acordo de lideranças manteve no texto a previsão de aumento por meio de decreto do Poder Executivo, que deverá ser estabelecido a cada ano. A matéria segue agora para sanção da presidente Dilma Rousseff (PT).

A carreira de agentes comunitários foi regulamentada pela Lei 11.350/06, que permitiu a regularização dos funcionários contratados no âmbito da Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e estabeleceu as diretrizes para contratação nos estados e municípios. Para ajudar no pagamento dos novos salários, o projeto atribui à União a responsabilidade de complementar 95% do piso salarial.

Por meio de decreto, o Executivo Federal poderá fixar a quantidade máxima de agentes que poderão ser contratados com o recebimento do auxílio financeiro da União.

(ATUAL 7)